Corellium testa a segurança das varreduras de fotos da Apple

A Corellium é uma start-up que foi processada pela Apple por comercializar um simulador iOS. Ela quer testar o novo Sistema de Detecção de Materiais de Abuso Infantil (CSAM) da Apple. Para isso, a empresa anunciou nesta terça-feira (17) que concederá um subsídio de US $ 5 mil aos pesquisadores interessados ​​em participar do programa. De acordo com a empresa de segurança cibernética, a varredura de fotos do iCloud gerou polêmica sobre privacidade desde seu lançamento e é vulnerável a várias falhas.

Corellium afirmou que tais vulnerabilidades podem colocar em risco a segurança dos usuários do iPhone. Em uma entrevista para o The Wall Street Journal na sexta-feira, Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple, enfatizou a segurança do novo método de detecção CSAM. Ele também disse que pesquisadores independentes podem verificar o sistema para ver se algum limite de uso foi excedido.

De acordo com o discurso de Federighi, a startup lançou o “Programa de Segurança Aberta Corellium”, que tem como objetivo testar as declarações de privacidade e segurança de executivos relacionadas ao sistema de digitalização de fotos. Essa nova ferramenta deve ser lançada pela Apple no final deste ano, chegando pela primeira vez aos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *