M1 Pro e M1 Max são novos chips ARM introduzidos pela Apple para MacBook

No evento de hoje (18), a Apple apresentou uma nova série de processadores baseados em ARM para substituir o M1. São os M1 Pro e M1 Max, que prometem garantir uma experiência mais profissional, mas não vão descurar a eficiência energética. Esses produtos continuam a usar a arquitetura de 5 nm da Apple Silicon e a adotar um design unificado, mas trazem mais desempenho e funcionalidade aos usuários que precisam de computadores mais potentes.

Mesmo com um salto, esses aparelhos continuam com foco na eficiência e prometem estabelecer uma boa relação entre desempenho e consumo de energia, conforme mostra o gráfico da empresa. M1 Max é o chip mais poderoso que a Apple já fez. O produto possui 10 núcleos de processamento e nada menos que 32 núcleos gráficos. O chip é equipado com 57 bilhões de transistores, pode usar até 64 GB de RAM e oferece até 400 GB / s de largura de banda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *