O Facebook excluiu contas e páginas de influenciadores antivacinas

O Facebook removeu mais de 36 páginas relacionadas a equipes e grupos antivacinação, que são considerados as fontes mais influentes de tal conteúdo. A revelação veio de uma postagem em uma rede social que defendia as práticas da plataforma em controlar postagens que violavam as diretrizes da comunidade, assim como a propaganda contra a imunidade covid-19.

A plataforma não especifica o nome A publicação do Facebook é uma resposta a um estudo do Center for Anti-Digital Hate (CCDH), que descobriu que 12 pessoas foram responsáveis ​​pela produção original da maior parte do conteúdo antivacinas nas páginas em inglês, mas foram eventualmente copiados e eventualmente traduzidos para outras línguas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *