Xiaomi supera a Apple para se tornar a terceira maior empresa de telefonia móvel do mundo

A empresa de consultoria IDC divulgou um relatório de vendas e análise de mercado na área de smartphones no terceiro trimestre de 2020. A Xiaomi ultrapassou a Apple pela primeira vez neste ranking. Os chineses ficaram em terceiro lugar e os americanos, em quarto.

De acordo com a empresa, foram 353 milhões de aparelhos enviados para venda no período — números parecidos com os do ano passado e muito acima do esperado em previsões.

Isso mostra claramente que, mesmo durante a pandemia covid-19, a reabertura do comércio e a retomada das atividades em certas partes do mundo. No entanto, a segunda onda final de infecções levará a novas práticas de bloqueio, o que levará a um declínio no comércio geral.

De acordo com a lista da IDC, a Samsung segue mantendo sua posição de liderança no mercado global de telefonia móvel, superando definitivamente a Huawei, que temporariamente assumiu a posição em meados do ano. Digitimes Research também confirmou esta mudança. O mercado sul-coreano está em grande fase de desenvolvimento, com uma participação de mercado de 22,7%, um aumento surpreendente de 2,9% em relação ao ano passado.

Por outro lado, a Huawei tomou o caminho oposto e caiu ainda mais após o período de pico. O impacto das sanções comerciais e da pressão política cresceu, e a empresa caiu 22% em um ano. Atualmente, possui 14,7% de market share e dará pelo menos um fôlego com a série Mate 40 no final do ano.

Na batalha pela medalha de bronze, outra estranha postura mudou. No décimo aniversário de sua fundação, a Xiaomi ultrapassou a Apple pela primeira vez (de acordo com dados do IDC, de acordo com outras pesquisas, isso pode acontecer) e se tornou a terceira maior fabricante mundial de telefones celulares. Com 13,1% de participação de mercado e 42% de crescimento, não seria surpreendente se ela deixasse seus concorrentes chineses para trás em 2020.

Com exceção da Apple, que agora está em quarto lugar, ela não deve ficar nessa posição por muito tempo. Os dados do IDC não consideravam o lançamento da série iPhone 12. Esta é a primeira vez que a Apple lança um produto 5G. O lançamento do produto foi um mês depois do esperado, por isso não entrou no relatório do terceiro trimestre. As vendas do iPhone 11 não são consideradas menores do que o esperado, e a próxima geração quebrou o recorde de pré-venda.

O quinto lugar é uma competição ao vivo, quase inexistente no mercado brasileiro, ocupando os cinco primeiros lugares, mas ainda muito abaixo de outras classificações. O sucesso da empresa em linhas de produção de baixo custo como a iQOO pode ser sua maneira de, pelo menos, proteger o layout. Outros fabricantes classificados na categoria “outros” venderam 101,7 milhões de aparelhos, respondendo por 28,8% do mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *